Os Hóspedes do Hotel (Famosos)

terça, 26 janeiro 2016, 16:10



Os Hóspedes do Hotel (Famosos)

Desde a sua inauguração que o Hotel se habituou a receber ilustres convidados.

Rafael Bordalo Pinheiro é o primeiro hóspede ilustre do Grande Hotel de Paris, ficando hospedado entre 26 de Novembro a 6 de Dezembro de 1881, período no qual desenha a página do jornal Folha Nova

 

Em 1885, é a vez do poeta Guerra Junqueiro assentar arraiais no Grande Hotel de Paris. Encontrou-se com Baldemónio - pseudónimo do escritor e jornalista Eduardo de Barros Lobo.

O escritor Eça de Queirós também por cá passou entre Novembro de 1885 e 10 de Fevereiro de 1886 no Hotel Paris. Este tempo antecedeu o seu casamento com Emília de Castro. Deste hotel ele enviou, durante esses dois meses, a correspondência à sua noiva e aos seus amigos Ramalho Ortigão e Conde de Ficalho.

Em 1888, é o escritor Camilo Castelo Branco encontrou-se com Guerra Junqueiro e com o médico e investigador Ricardo Jorge.

Em 1906, o Vítor de Moigénie escreveu as cartas do Hotel Paris. Estas cartas eram publicadas no seu livro “A mulher em Portugal”.

Quatro anos mais tarde, teve lugar o jantar de membros do Partido Republicano e a intervenção de Guerra Junqueiro, cinco meses antes da Implantação da República Portuguesa a 5 de Outubro.

Durante o século XX, a grande maioria dos seus ilustres convidados vinha da zona norte do país, ficando então o hotel conhecido pela alcunha de Casa Transmontana.


Twitter

Newsletter